Greve dos caminhoneiros já tem mais de 100 pontos de paralisação por todo o Brasil

24/02/2015

Várias rodovias ficaram paralisadas ou com trânsito lento - Bruno Covello / Gazeta do Povo

Caminhoneiros voltaram nesta terça-feira a fechar rodovias federais de seis Estados em protesto contra o aumento do diesel e para exigir o reajuste do valor do frete. Os bloqueios ocorrem em Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Os protestos já afetam o abastecimento de combustíveis e alimentos em algumas regiões do Paraná. O movimento preocupa o governo. Depois de uma reunião no Palácio do Planalto na segunda-feira, a Advocacia-Geral da União (AGU) ingressou com ações na Justiça Federal em sete estados para pedir a suspensão imediata dos bloqueios de rodovias promovidos por caminhoneiros. 

Leia a notícia na íntegra no site da Veja

Caminhoneiros bloqueiam entrada e saída do Porto de Santos

Um protesto de caminhoneiros ocorre desde as 11h30 desta teça-feira  (24) no viaduto Alemoa, que dá acesso ao Porto de Santos. Em função da manifestação, que ocorre paralelamente aos protestos da categoria em todo o País, a entrada e a saída da região portuária estão bloqueadas.

Segundo a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), em função do bloqueio na Via Anchieta, a Pista Sul da rodovia está congestionada do Km 63 ao Km 64. A fila de caminhões fez com que a empresa autorizasse a circulação de carros de passeio, vindos de São Paulo, pelo acostamento da Anchieta. A marginal e a pista central da via estão bloqueadas.

Os motivos dos protestos são os mesmos apontados pelos caminhoneiros que desde segunda-feira paralisam rodovias brasileiras: aumento do preço do diesel, a cobrança de peságio por eixo suspensos dos caminhões, que passou a valer em 2013, e o valor do frete, que, de acordo com eles, não corresponde ao aumento salarial dos trabalhadores.

A assessoria de imprensa informou que, não está chegando nenhuma carga de exportação ao Porto e os caminhoneiros estão aderindo espontaneamente ao protesto.

Leia a notícia na íntegra no site A Tribuna

Paralisações em diversos setores da economia atingem indústrias do país

Uma onda de manifestações, greves e demissões de trabalhadores toma conta do país. Nesta terça-feira, caminhoneiros mantêm interdição em pelo menos sete trechos de BRs mineiras. O protesto se estende por mais de 48 horas e impede a passagem de veículos de carga. Somente carros menores e ônibus têm a circulação liberada. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os pontos de interdição estão na BR-381, em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Oliveira e Perdões, no Centro-Oeste, na BR-262, em Juatuba, na Grande BH, e Realeza, distrito de Manhuaçu, Zona da Mata, além da BR- 040, em Nova Lima e Contagem. Há interdição ainda na MG-050, em Itaúna e Divinópolis, no Centro-Oeste. Além de Minas Gerais, há interdições em seis estados, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, no Paraná, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul e Goiás com bloqueios em rodovias, nesta terça-feira.

Leia a notícia na íntegra no site do Em - Minas Gerais

Voltar as Notícias

Telefone(44) 3266 2277

Emailcontato@taba.com.br